Sorrindo pra Vida - 19/03/2012

São José, guardião da família

Mensagem do diácono Nelsinho Corrêa no programa “Sorrindo pra Vida” da TV Canção Nova, desta segunda-feira, dia 19 de março de 2012.

Ouça:

Obs.: Se o áudio estiver baixo para você, aumente o som do computador.

Ao ir para a página do Podcast ‘Sorrindo pra Vida’ , você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela, você conseguirá baixar o arquivo em MP3.

A Palavra meditada, hoje, está em Mateus 1, 16-25.

“São José é um exemplo de homem trabalhador e sensível às coisas de Deus”, ressalta Nelsinho.
Foto: Maria Andrea

Quanta beleza na figura de São José, o justo, o honrado. Jesus é aquele que cumpre as profecias, pois setecentos anos antes de Seu nascimento diziam que viria o Salvador da linhagem de Davi. No entanto, Maria não tinha a linhagem de Davi, mas José sim. Então, para que se cumprisse a promessa da Sagrada Escritura e ficasse claro para o mundo inteiro que Jesus era o Filho de Deus, precisava haver a linhagem de Davi, e José foi o homem quem permitiu tudo isso.

A Bíblia, na versão da CNBB, apresenta um comentário sobre a passagem bíblica de hoje: “Através de José, Jesus é juridicamente descendente de Abraão e da casa de Davi (da qual deveria nascer o Messias).” Logo, podemos afirmar que a profecia se cumpriu em Jesus. Imaginem: setecentos anos antes de Cristo nascer, o profeta Isaías escrevera que o Salvador nasceria de uma virgem!

Hoje vemos a figura de São José, com a ajuda do qual Deus se fez homem. Houve um tempo em que a Igreja percebeu algumas heresias, mas para cada uma delas vinha um santo que as derrubava. Uma das heresias dizia que Jesus não tinha parte humana, que Ele era só divino, e outra dizia que não possuía parte divina, pois era só humano. A Igreja promoveu um concílio e decretou que Nosso Senhor Jesus Cristo possui as duas partes: humana e divina.

José, quando estava se preparando para se casar com Maria, descobriu que ela estava grávida. Naquele tempo a mulher era apedrejada [se isso ocorresse], e esse grande santo ficou confuso, mas por ser justo e honrado, não queria difamá-la, então, decidiu deixá-la em silêncio. Por ser tão sensível à voz de Deus conseguiu entendeu que o sonho tido com o anjo vinha de Deus. E, com a ajuda desse sonho, o anjo o chama pelo nome e lhe diz que não deve temer, pois o Menino que nasceria vinha do Espírito Santo. Muitos homens podem pensar que ser sensível a Deus é coisa de mulher, mas você também pode ser sensível ao Senhor, como São José.

São José é um exemplo de homem trabalhador e sensível às coisas do Alto. Se hoje o trabalho toma conta do seu tempo, espelhe-se no exemplo desse santo.

Podemos ver que o Senhor falava sempre com ele pelos sonhos. José se mostra como um guardião da família, quando sentiu medo de ir para Israel. E o exemplo de família que a Sagrada Escritura nos mostra hoje é a figura da mãe, do pai e do filho.

Hoje, a mensagem de Deus para nós é de que guardemos e protejamos nossos entes queridos do “Herodes deste mundo”, que quer destruir nossas famílias e matar nossos filhos com drogas, bebidas, prazeres desregrados que o mundo oferece.

Diácono Nelsinho Corrêa

Missionário da Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Rita Bueno

Assista à primeira parte do programa:

.: Confira o restante do programa no YouTube

.: Receba reflexões do ‘Sorrindo pra Vida’ no celular

.: Confira outros programas ‘Sorrindo pra Vida’

.: Conheça o conteúdo da Canção Nova pelo Iphone.