Sorrindo pra Vida - 17/01/2012

Qual é a nossa conduta quando não tem ninguém nos vendo?

Mensagem do padre Fabrício no programa “Sorrindo pra Vida” da TV Canção Nova, desta terça-feira, dia 17 de janeiro de 2012.

Ouça:

Obs.: Se o áudio estiver baixo para você, aumente o som do computador.

Ao ir para a página do Podcast ‘Sorrindo pra Vida’ , você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela, você conseguirá baixar o arquivo em MP3.

A Palavra meditada hoje está em Apocalipse 3,1-6

“O Senhor nos conhece e sabe como temos conduzido a nossa vida”, afirma padre Fabrício
Foto: Maria Andreia

A Palavra de hoje fala de fama no sentido de aparência, da propaganda que fazemos da nossa vida. Assim como uma bandeja de morangos que olhamos e vemos os grandes por cima e, quando estes são retirados, os que estão por baixo são pequenos, verdes e feios. E é assim que a Palavra diz que acontece com quem tem fama de estar vivo, mas, na verdade, está morto. A passagem bíblica meditada hoje nos convida a desmascarar a aparência que mostramos aos outros, pois somos, fora de nossas casas, bonzinhos, mas quando nela estamos, somos outras pessoas. É sobre isso que a Palavra nos faz refletir: qual é a nossa conduta quando não tem ninguém nos vendo?

Muitas vezes, colocamos a melhor estrutura do lado de fora e dentro de casa o pior, mas Deus nos vê tanto por dentro quanto por fora. Assim como a característica de um bom sentinela é estar esperto, acordado, hoje o Senhor diz para acordarmos e tirarmos essa aparência [falsa], pois Ele conhece a nossa verdade.

Muitas vezes, somos testemunhas do Cristianismo fora de casa, mas dentro dela tentamos matar uns aos outros. Como uma pessoa que, na rua, tem a aparência de tudo resolver e com nada se abalar, mas, quando está em seu quarto, sofre. É uma pessoa que tem fama de estar viva, mas por dentro sofre e morre.

Quem coloca essa fortaleza de ser forte o tempo todo, muitas vezes, tem por dentro o sentimento de “não aguento mais”. Por isso reaviva isso, não se divida em lado de dentro e de fora, mas tenha uma vida inteira. Esse Deus que nos enxerga e vê a nossa conduta também vê a distância existente entre a boa intenção do coração e as mãos que fizeram aquela obra e, muitas vezes, foram desviadas. Assim como aquela mãe que tem a boa intenção de levar o filho para a Igreja, mas briga e o chantageia para que isso aconteça. A boa intenção está em seu coração, mas o que está errado é a obra, como ela fez isso.

A nossa conduta se transforma. O coração estava cheio de boas intenções, mas a forma de fazer o desviou. Muitas pessoas querem fazer o bem, mas na hora de fazê-lo são grosseiras. E na hora de colocarem em prática a conduta se perdem.

Para fazer uma obra, esta precisa ser inteira. Não podemos demonstrar ser uma pessoa que não somos. Muitas pessoas são divididas, já que não testemunham o que está em seu coração. Não têm colocado em prática aquilo que aprenderam e ouviram, pois conversão não é só para quem vive o caminho mal, mas também para quem é de dentro da Igreja.

Conversão precisa ser a nossa caminhada de ontem, hoje e amanhã. Convertamo-nos, apliquemo-nos em um caminho de conversão, que é também para quem está dentro da Igreja, assim como para padres e consagrados que também precisam se converter.

Para quem não está vigiando, quando o ladrão chega gera um sentimento totalmente desagradável, assim como para o cristão a chegada do Senhor será desagradável se ele não O estiver esperando, preparado. Ao passo que os que O estão esperando, Ele os pegará vigilantes e não divididos por dentro e fora.

No versículo 4, a veste branca é a veste do prêmio para aqueles que lutaram. E os que não se sujaram serão merecedores, porque vigiaram. Só é possível ser um vencedor quem enfrentou uma luta. É necessária a luta nossa de cada dia, para que não sejamos divididos entre o lado de fora e o de dentro.
Para sermos vencedores precisaremos lutar.

O livro bíblico repete a expressão: “quem tem ouvidos, ouça”, mas é um ouvir concreto, de colocar em prática algo que mude a nossa conduta.

Padre Fabrício Andrade

Missionário da Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Ana Alice Lourenço

Assista à primeira parte do programa:

.: Confira o restante do programa no YouTube

.: Receba reflexões do ‘Sorrindo pra Vida’ no celular

.: Confira outros programas ‘Sorrindo pra Vida’

.: Conheça o conteúdo da Canção Nova pelo Iphone