SPV_271009

Quem se conhece não tem medo de se entregar e deixar Deus curar

Mensagem do Wellington Silva Jardim (Eto) no programa “Sorrindo pra Vida” da TV Canção Nova, nesta terça-feira, dia 27 de outubro.

Eu quero convidar você para abrir a Palavra de Deus em:
Jeremias 4,1-4.

Ao ir para a página do Podcast Sorrindo pra Vida , você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela você conseguirá baixar o arquivo em MP3.

Precisamos nos dar por inteiros a Deus, mas para isso é preciso circuncidar o nosso coração e examiná-lo, porque é preciso ser do Senhor por inteiro, pois Ele colocou em nós uma alma que pertence a Ele, por isso, não podemos deformar a nossa alma com o pecado. E como é difícil lutar contra os pecados da nossa carne! Ainda que tão pequenos, o demônio nos faz sentir perdidos e derrotados para que não lutemos contra ele e nos afundemos cada vez mais.

Ana Paula Guimarães e Wellington Silva Jardim (Eto)
Foto: Wesley Almeida

As pedrinhas de pecados do nosso coração vão se acumulando e se tornam como rochas dentro de nós. ‘Retirai o grão de areia do coração’, é Deus nos falando da necessidade de sermos radicais na nossa vida, sermos humildes e pedirmos que o Senhor retire de nós as areias de pecado.

A mentira é uma areia que o inimigo coloca no nosso coração. Ela vai se tornando um vício, e aquilo que é mentira, vai se tornando meias verdades dentro de nós.

O terreno do nosso coração deve ser bem preparado; é preciso retirar as pedras, mas, para isso, é preciso coragem e decisão. O primeiro passo é desbravar o terreno, porque quem não conhece o próprio interior, não se conhece. Conhecer e reconhecer os próprios dons, mas também as próprias limitações, é essencial, pois quem não conhece seus limites não sabe lutar contra o pecado.

Precisamos reconhecer que somos os filhos da promessa. Assumir Jesus Cristo em nossa vida é assumir uma postura de quem deseja ter um coração novo. Dia após dia examinar a nossa consciência nos ajuda a encontrar raízes de todo o mal e ajuntar as penas dos erros que cometemos nas vezes que falamos do nosso irmão ou o maltratamos, reconhecer as nossas misérias e desejarmos ser de verdade aquilo que Deus desejou para nós.

Os nossos talentos não podem ser enterrados, porque se Deus nos dá, é porque necessita de nós. Ele precisa de nós como instrumentos de amor para o mundo.

A paz que buscamos não está no corpo, mas na alma. As dores do corpo conseguimos esconder, mas o que está na nossa alma não conseguimos. Se a alma dói, é porque nos esquecemos do Senhor que nos deu a vida. Hoje, Ele nos pede para cuidar da terra do nosso coração para que possamos retomar a nossa vida com Deus.

É preciso cantar o magnifica “Minha alma glorifica o Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus meu salvador” .

Quem deseja fazer a vontade de Deus tem a coragem de contar com a misericórdia divina diante dos problemas que para nós são insolúveis. É abrir o coração para Deus, pedindo que Ele faça o que quiser. Quando fazemos isso, Deus entra e, com cuidado, vai tirando o que nos impede de ser feliz. O Senhor vai precisar retirar as raízes de pecado e, se preciso for, Ele vai usar um bisturi; mas não vai machucá-lo, porque o amor é mais forte. Para alguns, Deus vai olhar para nós e nos pedir uma conversão radical. Se permitirmos a limpeza, o Senhor a fará, e o Espírito Santo trará o bálsamo para o nosso coração. Então, veremos as nossas vidas e famílias sendo transformadas, porque tivemos a coragem de dizer: “Eis-me aqui, Senhor, faça-se em mim segundo a Sua vontade.

Wellington Silva Jardim (Eto)
Administrador da Fundação João Paulo II

Transcrição e adaptação: Célia Grego

.: Blog do Eto

Comunidade de relacionamentos da Canção Nova: gente de fé

Conheça o conteúdo da Canção Nova pelo Iphone