SPV_030909

Na hora das provações é preciso humildade

Mensagem do missionário Márcio Mendes no programa “Sorrindo pra Vida” da TV Canção Nova, nesta quarta-feira, dia 02 setembro.

Ao ir para a página do Podcast Sorrindo pra Vida , você encontrará, abaixo de cada um deles, uma seta; ao clicar nela você conseguirá baixar o arquivo em MP3.

Márcio Mendes
Foto: Wesley Almeida

Eu quero convidar você para abrir a Palavra de Deus em:
I Pedro 5,5b-11.

Na hora da provação, a primeira coisa de que precisamos é a humildade; ninguém nesse momento difícil está sozinho, mas é preciso buscar ajuda. Muitas vezes, é preciso voltar atrás no caminho e recomeçar se for preciso; isso é sinal de humildade. A Palavra de Deus nos assegura que é pelo Espírito Santo que nós seremos levantados.

Deus está ao nosso lado no momento da prova, porque Ele sabe que nessa hora nós somos tentados; porém, nem todas as provações são coisas do demônio. Todos nós passamos por provas e dificuldades que precisam ser ultrapassadas por nós. Entretanto, nesses momentos em que estamos mais sensíveis, o maligno se aproveita para nos tentar, por isso São Pedro nos diz que devemos ser sóbrios.

Diante das situações não devemos estar embriagados – e estar embriagado não quer dizer só pelo álcool, mas também pelas paixões. Nessas horas de provações existem sentimentos que tomam conta de nós e nos fazem perder a sobriedade, por isso, nessas ocasiões, é preciso ter visão espiritual e ser vigilantes, porque o demônio está como um leão a rugir e querendo nos devorar (cf. I Pedro 5, 8).

Neste exato momento existem pessoas pelo mundo sofrendo como nós, mas acreditam como nós na Palavra que diz : “O Senhor vos aprovará e vos tornará firmes, fortes e seguros” (cf. I Pedro 5, 10b).

Para que nossos relacionamentos sejam verdadeiros, é preciso haver humildade; pois o amor e a humilhação caminham juntos. Quando amamos alguém nós nos “abaixamos” e fazemos isso não porque a pessoa é maior ou mais poderosa que nós, mas o fazemos por amor. Porque Deus resiste aos soberbos!

Precisamos nos revestir de humildade, porque não somos senhores dos nossos sentimentos. No entanto, muitas vezes, estes [nossos sentimentos] nos dominam, choramos e “explodimos”, porque, nessas horas, o que pesa, muitas vezes, é a nossa sensibilidade. Por vezes, somos atraídos por aquilo que não queremos. Nós não controlamos completamente aquilo que está agindo no mais profundo do nosso ser; só Deus pode fazê-lo. É preciso humildade e reconhecer que Jesus Cristo é o Senhor da nossa vida. A Ele nós devemos submeter todas as nossas tendências e sentimentos que prejudicam os nossos relacionamentos.

Nós sofremos com isso; temos de esperar que o Espírito Santo venha nos perdoar, nos purificar e podar todos os ramos tortos do nosso ser. Porque nós temos muitas tendências tortuosas dentro de nós, das quais, muitas vezes, fugimos por ter vergonha delas, pois é difícil admitir que temos certas tendências, taras, atrações que não controlamos e repulsas que não dominamos.

Todos nós precisamos de ajuda, precisamos que o Espírito Santo venha consertar, retificar e justificar tudo isso na nossa sensibilidade. Porque a nossa sensibilidade foi constituída, no decorrer de toda a vida, de mil medos e egoísmos desde a nossa infância, como também foi constituída por gestos de amor e por dons de Deus.

Dendro do nosso coração existe uma mistura de trevas e luz, e isso não vai ser resolvido da noite para o dia. A santidade é um processo na nossa trajetória, que começa agora e dura a vida inteira.

Precisamos dos dons do Espírito Santo para que Ele nos renove por dentro, transformando pouco a pouco a nossa sensibilidade para começarmos a amar verdadeiramente. Quando Ele age em nosso interior conseguimos amar nossos inimigos. Contudo, esse é um trabalho exigente, o amor exige de nós. Muitas vezes, temos a ideia de que o amor é um sonho romântico – e embora haja muito romantismo no amor e não dá para amar e não ser pelo menos um pouco romântico – o amor não é feito só disso, ele é feito de exigências, de sangue, suor e lágrimas. E nós precisamos aprender a lutar por ele [amor].

Márcio Mendes
Comunidade Canção Nova

Blog do Márcio Mendes

Veja wallpaper sobre este mês das vocações

Comunidade de relacionamentos da Canção Nova: gente de fé

Conheça o conteúdo da Canção Nova pelo Iphone