SPV_070409

Felicidade que vai além dos pensamentos e sentimentos

Mensagem do missionário Márcio Mendes no programa “Sorrindo pra Vida” da TV Canção Nova, nesta terça-feira, dia 7 de abril.

Eu quero convidar você para abrir a Palavra de Deus em:
Isaías 49,1-6.

Luzia Santiago Márcio Mendes
Foto: Wesley Almeida

Jesus Cristo é vitorioso! Essa Palavra, que vamos meditar hoje, fala do sofrimento do Senhor, mas também da vitória d’Ele. Essa Palavra se cumpriu em Jesus e vai se cumprir hoje em mim e em você. Deus quer lhe dar uma vida muito mais realizada do que você é capaz de imaginar, não é uma felicidade que se ampara nas aparências ou no ter. É vida que brota da vida, é uma realização à luz da fé. É uma felicidade que vai além dos sentimentos e dos pensamentos.

.: Ouça a mensagem

“Disse-me: “Não basta que sejas meu servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os fugitivos de Israel; vou fazer de ti a luz das nações para propagar a minha salvação até os confins do mundo.” (Isaías 49,6)

Deus nos ama demais para sermos apenas servos, nós somos filhos, por isso, o Senhor nos ampara e nunca nos abandona.

O Senhor está lhe dizendo hoje [por meio dessa passagem bíblica] que vai expandir a sua capacidade, vai fazer de você luz, onde houver escuridão, Ele, que é a luz, quer chegar, por intermédio de você, aonde você estiver. Ele estará com você para que a salvação divina alcance o coração daqueles que se afastaram d’Ele.

A Palavra nos prepara para chegarmos àqueles que precisam de Deus neste dia. Enquanto nós abrimos o coração para que muitos sejam alcançados pelo amor divino, esta graça vai realizando em nós primeiro: vai nos curando, por isso, aquele que serve o Senhor é feliz. Muitas vezes, choramos as nossas lutas e você pode até dizer: “Batalhei por coisa alguma. Gastei as minhas forças à toa”.

Essa Palavra estava no coração de Jesus, Ele também experimentou esse sentimento de impotência. Muitas vezes, rezamos e esperamos que Deus atenda os nossos pedidos. Na verdade, estamos “mandando” que o Senhor nos atenda; mas, a verdadeira oração não é mandar Jesus nos atender, mas sim, deixar que Ele faça conforme a vontade d’Ele.

Adiantando-se alguns passos, prostrou-se com a face por terra e orava que, se fosse possível, passasse dele aquela hora. “Aba! (Pai!)”, suplicava ele. “Tudo te é possível; afasta de mim este cálice! Contudo, não se faça o que eu quero, senão o que tu queres”.(Marcos 14,36). A oração do Senhor é de entrega, nós devemos fazer pedidos a Deus, mas deixá-Lo livre para fazer o que for melhor. O Altíssimo sabe todas as coisas, sabe o tempo certo para que as coisas aconteçam.

Você já se sentiu impotente diante de alguma situação? E um sentimento de fracasso tomou conta do seu coração? Com Jesus também foi assim, e quem olhou para a cruz viu um peso de fracasso. Com certeza, esse peso atingiu o coração do Senhor, por isso Ele rezou: “E à hora nona Jesus bradou em alta voz: Elói, Elói, lammá sabactáni?, que quer dizer: Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? ”(Marcos 15,34).

Cristo experimentou tudo isso, por isso, nos entende. E quem de nós nunca fracassou? Quem de de nós é infalível? Só Deus é infalível! Pelo “fracasso” da cruz de Jesus, porque Ele suportou todo o fracasso, nós nos tornamos vitoriosos.

Pecar é errar o alvo, pecar é você fracassar. Pecar é dizer: “Eu me esgotei em vão”; é se gastar com coisas que não alimentam. Porque na vida podemos fracassar de muitas maneiras, podemos fracassar como pais, profissionais ou até mesmo como missionários; mas esses fracassos são secundários. O pecado nos faz fracassar naquilo que somos, não naquilo que fazemos.

A Palavra de Jesus não foi em vão, Deus nos deu o Espírito Santo e Ele mesmo vem a nós e traz a Palavra de Deus, expulsando o nosso fracasso e o transformando em vitória. Por isso, afirmamos que – em tudo isso que vivemos – somos mais que vencedores por causa da virtude d’Aquele que nos amou: Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Quem dá sentido ao sofrimento é Deus, e quando Ele entra na nossa vida dá sentido à nossa luta e nos mostra que vale a pena. A nossa defesa está com o Senhor, a nossa recompensa não está nos homens, mas em Deus.

Márcio Mendes
Comunidade Canção Nova