REVISTA CANÇÃO NOVA

Ler e viajar

A leitura nos leva a viajar, pois desperta em nós a criatividade e a imaginação

Neste mês de abril, um dos textos da Revista Canção Nova convida-nos a mergulharmos no mundo da leitura, por meio do texto do missionário Tiago Marcon. Confira o texto e deixe-se envolver pelas palavras:

Ler e viajar

Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Ao falar em leitura assimilamos a uma viagem, porém nesta especificamente gastamos bem menos, não precisamos nos deslocar de lugar e, igualmente podemos desbravar o mundo, mas o do conhecimento. Quem está escrevendo aqui não se considera um “leitor nato”, mas alguém que aprendeu a cultivar o hábito da leitura e ainda está buscando. E por quê? Porque a boa leitura abre horizontes, amplia a visão, e nos faz ler o mundo, os fatos e acontecimentos de maneira diferente. E quando falo de boa leitura é porque de fato existe a má, pois às vezes pensamos que o suficiente é ler sem nos atentarmos ao que estamos lendo, ao que estamos “armazenando” no nosso HD Interno.

Não basta ler muito, porém é preciso cativar a leitura! E sendo bem real existe uma gama de livros excelentes, por exemplo o próprio Papa Francisco já leu as obras de Tolkien e as recomenda para todos como uma boa literatura contemporânea. #FicaADica

Qual o seu gênero literário favorito? Bom, eu gosto de ficção porque literalmente curto viajar no mundo da imaginação, tanto que me arrisquei a escrever um: “Em busca do Reino Uranôn”. Sou bem ligado também em livros que abordam temáticas sobre formação humana, psicológica, amarro-me nisso; livros de espiritualidade então…Mas não posso negar que o livro que mais me influenciou e posso dizer, sem sombra de dúvida, transformou-me se chama: Bíblia Sagrada.

Fazer o estudo Bíblico diariamente também me ajudou de mais a alimentar o próprio hábito da leitura. Desculpe-me, mas vou precisar fazer um “Ctrl C Ctrl V”: o Papa Francisco recorda que a Bíblia não é uma seleção de histórias antigas e bonitas, mas “pela Palavra de Deus, a luz veio ao mundo e nunca mais se apagou”…Vocês têm entre as mãos, portanto, algo divino, um livro como fogo, um livro no qual Deus fala. Por isso, recordem-se: a Bíblia não é feita para ser colocada em uma prateleira, mas é feita para ser levada na mão, para ser lida frequentemente, a cada dia, quer sozinho ou acompanhados”.

Quero confidenciar com vocês como leio a minha velha Bíblia. Frequentemente a pego, a leio um pouco, depois a deixo de lado e deixo-me olhar pelo Senhor. Não sou eu que olho para Ele, mas Ele quem olha para mim: Deus está realmente ali, presente! Assim me deixo observar por Ele e escuto, percebo no mais profundo de meu ser aquilo que o Senhor me diz. Às vezes não fala, mas, paciente, permaneço lá, lendo e rezando.

Tiago Marcon
Comunidade Canção Nova

Bom, você parar para ler este artigo já foi um bom exercício, agora é não deixar o hábito se perder! Esse e outros artigos você encontra na Revista Canção Nova do mês de abril. Para recebê-la, se torne um sócio Canção Nova e faça parte dessa família.

revista canção nova

 

↑ topo