9º Dia da Novena

Nono Dia da Novena da Divina Misericórdia

Meditação: Ajuda às almas tíbias

“Hoje, traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da Minha misericórdia. Essas almas ferem mais dolorosamente o Meu coração. Foi da alma tíbia que a Minha alma sentiu repugnância no Jardim das Oliveiras. Elas Me levaram a dizer: Pai, afasta de Mim este cálice, se assim for Vossa vontade. Para elas, a última tábua de salvação é recorrer à Minha misericórdia” (Diário de Santa Faustina, n.1228).

Ó compassivo Jesus, Tu que és a própria compaixão, trago, à mansão do Teu compassivo Coração, as almas tíbias. Que se aqueçam no fogo do Teu amor puro essas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, Te enchem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usa a força da Tua misericórdia, atraindo-as até o fogo do Teu amor e concedendo-lhes o amor santo, porque Tu podes tudo.

O fogo e o gelo não podem ser unidos,

Porque ou o fogo se apaga ou o gelo se derrete;

Mas a Tua misericórdia, ó Deus,

Pode auxiliar indigências ainda maiores.

Eterno Pai, olhai com Vossa misericórdia para as almas que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de misericórdia, suplico-Vos pela amargura da Paixão de Vosso Filho e por Sua agonia de três horas na cruz, permiti que também elas glorifiquem o abismo da Vossa misericórdia. Amém.

Que Deus os abençoe.


.: Livro
Devocionário a Divina Misericórdia
Canção Nova


.: Livro
”Práticas de Jejum”
Monsenhor Jonas Abib