Testemunhos de Fé

Sócia evangelizadora conta como em Deus venceu a depressão e teve sua vida transformada

Meu nome é Lidiane Aparecida da Silva e moro em Pouso Alegre (MG).  Sou divorciada, porém consegui a nulidade do meu casamento na Igreja, por amor a Jesus Eucarístico.

Conheço a Canção Nova desde meus 14 anos através da televisão e hoje tenho 37 anos. Depois da separação, há doze anos perdi as esperanças, e aos poucos fui me afastando do amor de Deus. Não ia as missas, e quando ia, muitas vezes comunguei por insistência de minha mãe e filha, a qual desde pequena tem um grande amor a Jesus.

Foi um processo de anos. Visitei a Canção Nova algumas vezes, assistia em casa, mas não conseguia me libertar da mágoa em relação ao meu ex-marido. Cheguei a uma vida de miséria, me sentia na lama, mas sempre procurava ouvir palestras da Canção Nova através do Youtube ou até mesmo em casa.

Ganhei em 2014, de minha madrinha de Crisma, um livro do Márcio Mendes: “Vencendo Aflições Alcançando Milagres”. Comecei a ler, mas não terminei, não conseguia rezar, o inimigo astuto fazia de tudo pra sempre me tirar de Deus.

Numa profunda depressão, com inúmeras bagagens de decepção e uma forte vontade de morrer, pedia a Deus que me levasse, porque não tinha coragem de fazer nada, ainda assim, ouvia em meu trabalho as pregações da Canção Nova.

Parte de mim queria morrer, mas a outra parte queria muito sentir novamente o amor de Deus. Houve dias que eu não conseguia rezar, não queria ir a missa e me desdobrava em criar desculpas a minha mãe para não ir à igreja.

Minha madrinha  de Crisma Sheila, sempre me falava dos livros do Márcio Mendes. Não satisfeita e preocupada com meu comportamento e sentimento de morte, me deu mais um livro, “30 minutos para mudar o seu dia”. Foi aí que coloquei o nome do livro no Youtube e ouvi uma pregação em que o Márcio Mendes falava de maneira serena sobre como é importante ser Sócio Evangelizador na Canção Nova. Naquele dia foi falado sobre sócio por débito automático.

Aquelas palavras do Márcio foram muito forte para mim e imediatamente fiz meu cadastro como Sócia da Canção Nova. Ainda com depressão eu não imaginava o que estaria por vir.

Recebi algumas revistas, vi algumas matérias, inclusive da Luzia Santiago, no qual, ela conta sobre seus problemas de saúde e me senti envergonhada, perante as limitações de uma pessoa que para mim sempre foi referência de evangelização e mesmo na dor se colocava em pé.

Ainda com sentimentos suicida, mesmo não tendo coragem de fazer nada contra mim por temer a Deus, continuava naquela vida medíocre de pecados. Foi aí que descobri que toda quarta-feira a Santa Missa são rezadas nas intenções dos Sócios Evangelizadores.

Bem, eu já era sócia por débito automático, então decidi a assistir a missa. Peguei a celebração na hora da Comunhão, mas estava distraída no celular. Mas no final, me atentei a adoração e me senti tocada a entregar-me a Jesus. O padre que celebrava disse: “Essa missa, amado sócio, é especial para você que acredita na Canção Nova. Jesus olha por você agora! Se entregue, confia, pois Jesus está vindo e vamos adorá-lo”.

Eu não consegui ajoelhar, estava com muitas dores pois tenho fibromialgia. Encostei a cabeça na TV diante do Santíssimo e no meu coração disse a Jesus assim: “Jesus, não consigo ajoelhar e nem rezar, mas agora diante de Ti, prostro o meu coração que está de joelhos e te peço ‘Fica comigo Jesus!’”.

Não pronunciei nenhuma palavra, apenas no coração clamei aquela adoração o tempo inteiro: “Jesus fica comigo! Fica comigo”. O padre proclamou: “Você, que agora está diante da TV com a cabeça encostada no televisor e não está de joelhos, mas com o coração prostrado, pois está com dores, Jesus está curando sua depressão e todo o sentimento suicida. Jesus está curando sua falta de vontade de viver”.

Chorei! Naquele momento chorei alto e não conseguia acreditar. Gritei minha mãe, mas ela não vinha. Só repetia a ela: “Mãe, ele falou comigo. Foi comigo”, e minha filha com uma autoridade [ela tem 16 anos], porque eu chorava escandalosamente, me disse: “Mãe, acolha a graça, é você e Jesus agora, acolha”. Eu ajoelhei e ali comecei a ter uma vida nova.

Primeiro procurei um médico para me cuidar fisicamente, precisava cuidar da obesidade, da pré-diabetes e da fibromialgia. E novamente peguei o livro “Vencendo aflições, alcançando milagres” e comecei a ler com vontade, com amor, comecei a cuidar do meu espiritual. Me libertei de uma vida de pecados e misérias e encontrei o amor próprio. Estou aprendendo a lidar com as adversidades, tive provações, eu fui demitida dia 10 de agosto, mesmo assim não deixei de ser sócia. Nunca vou deixar, em nome de Jesus. Continuarei sendo fiel a Canção Nova, ao canal da graça.

Finalizei o livro do Márcio Mendes. E também terminei a novena diante do Santíssimo que fiz os nove dias assistindo a Santa Missa e tive a graça de comungar. Hoje eu quero ir a missa e não preciso inventar situações para enganar minha mãe. A novena acabou, mas eu preciso comungar todos os dias, pois é Jesus que me fortalece. Estou com uma fé concreta e quero a vontade de Deus em minha vida.

Em uma quinta-feira, assistindo a Canção Nova na parte da tarde, estava tendo grupo de oração. O rapaz disse: “Se hoje que você necessita de uma graça, escolha apenas uma e diga claramente a Jesus” e eu respondi: “Um emprego Senhor, um emprego justo”, e ele continuou a oração e proclamou: “Você que está desempregada, Deus te dará um emprego justo. É muito doloroso não poder cuidar de quem amamos por falta de emprego. Confie, Jesus está ao sei lado, acredite, Ele te concederá a graça que você pede”.  Mais uma vez, através da Canção Nova, Jesus fala diretamente comigo. Eu não tenho dúvidas que mais uma vez JESUS usou a Canção Nova para falar comigo.

A Canção Nova é um canal de graças, é uma ponte que nos leva a Deus. Quando estamos com a porcentagem lá embaixo, como foi nesse mês [setembro], fico com o coração apertado, e orando, pedindo, compartilhando, pedindo que consigamos alcançar os 100%.

Eu queria poder fazer mais, ajudar mais, porque muitas pessoas podem estar naquele mesmo estado que eu estava a ponto de fazer uma besteira, e eu fui salva. Jesus chegou a mim através do “sim” do padre Jonas, que conquista o “sim” de outras pessoas por meio de seu testemunho de vida e da Canção Nova.

Ser um Sócio Evangelizador é contribuir para a salvação de muitas almas. Onde vou conto como Deus agiu em mim através da Canção Nova, depois que me tornei sócia evangelizadora. Se não fosse sócia não teria assistido aquele fim de missa e a adoração. E quem convive comigo sabe o quanto eu estava mal, triste, deprimida, e depois da graça alcançada eu sou uma pessoa melhor, eu voltei a sentir Deus em mim.

Não desista dessa obra, mesmo que não seja muito, unidos podemos transformar e salvar vidas! A Canção Nova é um projeto grandioso e também enfrenta as provações do inimigo, por isso permaneçamos unidos na fé, na oração e sendo fiéis em nossas doações.

Lidiane Aparecida da Silva
Sócia Evangelizadora

↑ topo